Usa o Facebook Messenger? Então cuidado: há um novo malware no pedaço

Se você utiliza o Facebook Messenger para bater papo com os seus amigos, é bom ficar de olho: há um novo malware se espalhando rapidamente por meio do aplicativo e infectando um grande número de usuários.
De acordo com informações que estão correndo a rede, aparentemente algumas pessoas estão recebendo vídeos falsos e memes de alguns de seus contatos, e ao clicar neles correm o risco de serem infectadas e dar continuidade à proliferação desse malware. Quem descobriu esse novo tipo de infecção foi um pesquisador de segurança da Kaspersky Lab.
“Esse malware está se espalhando pelo Facebook Messenger, entregando malware e adware multiplataforma e usando diversos domínios para evitar que descubram sua origem e gerar mais cliques. Esse código é avançado e ofuscado”, ressaltou David Jacoby, responsável pela descoberta.
Para evitar que os possíveis afetados desconfiem de algo errado, o malware é capaz de criar endereços de destinos conhecidos pelos usuários (como o YouTube, por exemplo), bem como redirecionar para páginas diferentes de acordo com o sistema operacional, localização e até mesmo o navegador padrão.
O exemplo que publicamos a seguir dá uma ideia mais clara de como tudo funciona. O usuário recebe uma mensagem composta por um nome seguido da palavra “vídeo” e o emoticon de um emoji chocado com uma URL encurtada. No caso da imagem, a captura em questão exibe a mensagem “David Video”, e apresenta um link que direciona para um Google Doc, borra a imagem extraída do perfil de quem foi infectado e faz com que ela se pareça com um vídeo.
Ao que tudo indica, os criadores querem rastrear os hábitos de navegação de vítimas para exibir anúncios personalizados e que vão render lucro para os responsáveis por eles – que certamente visam obter bastante grana com isso e, de quebra, ganhar acesso a várias contas da rede social.
Um porta-voz do Facebook ressaltou que a empresa costuma manter “um número de sistemas automatizados para ajudar a barrar links ameaçadores e arquivos prejudiciais” de aparecerem na rede social. Enquanto esse caso não é resolvido, a melhor saída é suspeitar de qualquer mensagem que traga um link encurtado.



Postado por Alexandre Gammaro às 21:24




Recurso Status, do WhatsApp, já pode ser acessado na versão Web

A nova moda entre os aplicativos são as fotos que você publica por um tempo (geralmente 24 horas) e que desaparecem depois. O recurso começou no Snapchat, mas acabou sendo adotado por uma série de outros aplicativos (especialmente aqueles cujo dono é Mark Zuckerberg) e caiu no gosto dos usuários, inclusive trazendo certos problemas para o Snapchat.
Agora, no caso específico do WhatsApp, você vai poder visualizar os Status de seus amigos usando a versão web do aplicativo. Após ter sido descoberto de maneira inativa no código-fonte do programa, o recurso finalmente foi colocado no ar e já pode ser utilizado normalmente em computadores desktop e notebooks.
Ainda não se sabe se há planos para que seja possível criar Status desse tipo na versão web, visto que por enquanto só vamos poder vê-los no computador. O recurso – que é ainda mais popular no Instagram – ainda não está disponível na versão web da rede social de fotos, mas rumores dizem que não deve demorar muito para aparecer na plataforma.
Para acessar os Status de seus amigos na versão web do WhatsApp, basta recarregar a página aberta no navegador para que a versão mais recente seja ativada.



Postado por Alexandre Gammaro às 22:16




Intel e Microsoft se unem para o desenvolvimento do primeiro serviço de blockchain corporativo

Empresas criarão uma nova estrutura de trabalho voltada para o segmento corporativo — chamada Coco Framework — que integra a tecnologia Intel SGX para fornecer velocidade, escala e confidencialidade dos dados nas transações empresariais

A Microsoft anunciou uma nova estrutura de trabalho para incentivar as empresas a adotarem a tecnologia blockchain para privacidade e segurança corporativa. Paralelamente ao anúncio, ela nomeou a Intel como a principal parceira de hardware e software do projeto. Como parte dessa colaboração, Microsoft, Intel e outras fornecedoras de tecnologia blockchain criarão uma nova estrutura de trabalho voltada para o segmento corporativo — chamada Coco Framework — que integra a tecnologia Intel Software Guard Extensions (Intel SGX) para fornecer velocidade, escala e confidencialidade dos dados nas transações empresariais.

O objetivo é acelerar a adesão das empresas à tecnologia blockchain, permitindo que os desenvolvedores criem aplicativos empresariais flexíveis e mais seguros, que possam ser facilmente gerenciados pelas empresas.

Blockchain é um sistema de manutenção de registros digitais onde as transações são executadas, validadas e gravadas de forma cronológica e pública. Por ser descentralizado e transparente, ele aumenta a eficiência e a segurança de operações financeiras — e faz isso com um custo significativamente menor do que os registros tradicionais. A tecnologia pode ser usada para tudo, de simples compartilhamentos de arquivos à processamento de pagamentos globais e possui o potencial para transformar a maneira como as empresas operam.

Intel, Microsoft e outras empresas alinhadas à tecnologia estão trabalhando juntos para fornecer segurança melhorada e capacidades escaláveis em serviços blockchain. O Coco Framework usa a Intel SGX para adicionar novos níveis de privacidade e confidencialidade para transações blockchain.

A Intel SGX é uma tecnologia de segurança baseada em hardware que pode ajudar a melhorar as soluções blockchain ao fornecer um ambiente de execução confiável que isola partes-chave de um programa nesse sistema. Ela consiste em um conjunto de instruções de CPU e melhorias de plataforma que criam áreas privadas na CPU e na memória que podem proteger o código e os dados durante a execução. A Intel SGX ajuda o Coco Framework a fornecer dados confidenciais e acelerar as transações. A confidencialidade dos dados é alcançada ao criptografar dados sensíveis do blockchain até que ele seja aberto em um enclave Intel SGX por um programa permitido. A maior taxa de transferência é atingida ao isolar o processo de verificação da transação para acelerar o consenso da rede.

A Intel está participando no desenvolvimento de padrões para blockchain, contribuindo ativamente com tecnologia e fornecendo conclusões de especialistas, além de estar ativamente engajada com os líderes da indústria para melhorar o desempenho, a confiabilidade e a escalabilidade dessas tecnologias.



Postado por Alexandre Gammaro às 23:08




App de câmera para Android do Google é atualizado

O Google disponibilizou nesta sexta-feira, 11, a versão 4.4 de seu aplicativo de câmera para Android. O app originalmente era uma exclusividade para celulares rodando a prévia do Android O, mas agora está liberado para download no Google Play.
Com a atualização, também foram liberadas algumas novidades. O site Android Police destacou que uma das principais modificações foi a adição de um flash para selfies, com a tela ficando mais clara e brilhante para iluminar o rosto. Na verdade, o recurso já era visto na versão 4.3, mas havia passado despercebido.
Uma função verdadeiramente é uma nova forma de usar o zoom digital. Com um toque duplo na tela, a câmera dá um zoom automático de 50%; ao repetir a ação, a imagem volta ao normal. Evidentemente, ainda é possível controlar manualmente o zoom para um ajuste mais fino.

Outra novidade é uma nova maneira de alternar o modo de foto e vídeo. Antes havia uma chavinha dedicada, mas agora ela é mais discreta.

O aplicativo está disponível para download no Google Play para download em qualquer celular neste link. Existe a possibilidade que a nova versão seja distribuída em fases, e algumas pessoas podem demorar um pouco mais para receber a atualização.
Também vale a pena notar que o aplicativo deixou de ser atualizado para processadores de 32 bits, ficando parado na versão 4.2. Se o chipset do seu celular for antigo, existe a probabilidade de que as novidades nunca cheguem.

Fonte: OlharDigital



Postado por Alexandre Gammaro às 01:15




WhatsApp: como usar o serviço no PC

Conforme os grupos sociais que você frequenta, há grandes possibilidades de todos os seus amigos já terem algum smartphone e conversarem entre si utilizando o aplicativo WhatsApp, deixando você que não tem um smartphone de fora sem nem perceber.

Contudo, como na internet você encontra uma solução para praticamente qualquer problema, eis aqui um tutorial para ensinar como utilizar o app mencionado sem precisar de um aparelho caro de última geração.

Usando o programa BlueStacks, é possível simular o sistema operacional Android, com o qual o WhatsApp é compatível. Embora você ainda precise de um número de celular para se cadastrar no serviço, isso não é um problema.

Mesmo que você possua um aparelho que apenas seja capaz de realizar ligações, praticamente, basta que ele possa receber mensagens SMS para que os passos a seguir possam ser realizados sem grandes problemas.

Pré-requisitos

  • BlueStacks instalado.

Baixar BlueStacks



Faça você mesmo

Depois de instalar o BlueStacks, é preciso clicar sobre “1-Click Sync Setup” para configurar uma conta da Google (mesma do Gmail) e conseguir utilizar os serviços do Android sem problemas.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Selecione “Proceed”.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Faça o login na sua conta.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Volte para a tela inicial e selecione “Search”.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Digite “WhatsApp” e clique sobre o ícone sugerido.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continue a configuração iniciada anteriormente.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique sobre “Existente”.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora, basta ativar o botão “Instalar”.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Concorde com os termos de uso do app.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Altere o país para “Brasil” e digite um número válido de celular (com DDD).

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você vai receber um código via SMS, bastando digitá-lo no campo designado.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Escolha uma foto e nome de usuário.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Adicione amigos para começar a utilizar o serviço.

WhatsApp: como usar o serviço no PC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pronto, se tudo tiver funcionado corretamente, agora você pode usar o serviço WhatsApp e conversar com os seus amigos sem maiores complicações por mensagens de texto.

 

Fonte: TecMundo



Postado por Alexandre Gammaro às 23:37




Deixar o PC ligado direto causa algum problema?

Ligar e desligar um computador é um processo que pode tomar um tempo considerável dos usuários, especialmente nos dias mais atarefados. Diante disso, há quem prefira deixar o equipamento constantemente ligado para poupar minutos ou baixar arquivos da internet. No entanto, deixar o PC ligado direto pode causar problemas? O TechTudo analisou essa questão e traz os prós e contras disso.

É importante que PCs ligados direto estejam em ambientes bem arejados e sejam alimentados por uma rede elétrica instável (Foto: Reprodução/Daniel Ribeiro)

- Vantagens de não desligar o computador

Assim que o botão “Ligar” é apertado, inicia-se uma sequência de procedimentos na máquina: verificação do BIOS (Sistema Básico de Entrada/Saída do computador), carregamento do sistema operacional, preenchimento do login do usuário e, finalmente, processamento dos programas nativos e de atividades residentes.

Ao deixar o PC ligado, os usuários não perderão os poucos, mas inconvenientes, minutos de espera antes do término da inicialização do sistema. Além disso, poderão programar a atualização de aplicativos e recursos automaticamente pela internet.

Outra vantagem é evitar que seus componentes sofram certa deterioração devido às variações de temperatura nos períodos entre o ciclo de ligar e desligar o PC. Apesar do desgaste das partes mecânicas ser uma característica comum a todos os eletrônicos, as peças internas do computador são extremamente sensíveis a variações do ambiente, o que torna o estresse a que são submetidas ainda mais prejudicial.

- Os problemas de deixar o PC ligado

O primeiro deles é o aumento do consumo de energia da residência, já que, mesmo com o monitor e outros equipamentos desligados, o computador ainda precisará de eletricidade para manter suas placas e demais componentes em funcionamento. Além disso, essa constante atividade pode vir acompanhada por ruídos, que devem incomodar bastante quem tem um computador no quarto.

Os computadores foram desenvolvidos para realizar atividade de longa duração, como downloads, upgrades e backups, gerenciamento de redes e processamento de grandes volumes de dados (Foto: Reprodução/Daniel Ribeiro)

Um PC ligado o tempo todo também está constantemente sujeito a riscos. Afinal, durante esse período, podem ocorrer falhas no suprimento de energia ou superaquecimento, causado pelo mau funcionamento e insuficiência do cooler. Assim, é necessário que os usuários estejam constantemente atentos às atividades do PC e tenham periféricos para casos de emergência, como coolers extras, estabilizadores e nobreaks.

Quanto ao funcionamento dos softwares, PCs que não são desligados deixarão de executar importantes procedimentos que os sistemas operacionais realizam durante a inicialização e o desligamento. Além disso, caso o computador esteja continuamente conectado à internet, há sempre o risco de ocorrerem infecções por malwares.

- A alternativa mais indicada

Para facilitar a vida dos usuários, as versões mais modernas do Windows, Mac e Linux possuem uma opção importada da “hibernação” dos Notebooks: o modo “suspender” ou “repouso”. Com ela, o sistema operacional irá desativar uma série de componentes não vitais do PC e diminuir o desgaste mecânico de algumas peças e a quantidade de energia consumida pela máquina.

O modo "suspender" ou "repouso"  desativa os de componentes não vitais do PC e mantem sua memória RAM ativa (Foto: Daniel/Ribeiro)

Outra vantagem do modo de suspensão é que a memória RAM do equipamento continuará ativa. Sendo assim, suas operações poderão ser reativadas instantaneamente e seus ambientes ficarão menos vulneráveis a infecções por atualizações automáticas.

Ainda na suspensão, é importante ter proteções contra instabilidades na rede elétrica, como estabilizadores e nobreaks, pois os computadores ainda permanecem ligados à energia. Além disso, recomenda-se fazer uma limpeza de prevenção a cada seis meses para remover toda a sujeira e poeira acumulada pelo cooler.

 

Fonte: TechTudo



Postado por Alexandre Gammaro às 23:40




Como consertar o WhatsApp depois do nono dígito

O WhatsApp prometeu fazer a migração automática do nono dígito, mas diversos leitores estão reclamando que o famoso aplicativo de mensagens está com problemas. A maioria dos problemas está relacionada a lista de contatos desatualizada, mas alguns poucos usuários relatam também a perda do histórico. Para evitar alguns destes problemas, basta seguir o passo a passo abaixo.

Backup e reativação do WhatsApp depois do nono dígito (Foto: Arte/TechTudo)

Passo 1. Ao receber a mensagem de que o WhatsApp não está funcionando, não faça a reativação. Ao invés disso:
- No Android: vá no menu, e, em Configurações de conversa, faça o backup de toda sua conversa.
- No iPhone: vá em Opções, depois "Opções de Conversa" e selecione "Backup"
- No Windows Phone: vá em Configurações e selecione "Backup"

Passo 2. Feito isso, reative o seu aplicativo já utilizando o seu número com o nono dígito na frente. Um SMS confirmará a ativação do WhatsApp, como na primeira vez, e a sua assinatura será mantida normalmente.

Caso você ainda não tenha recebido, não force o processo. Gradualmente a empresa está desativando os números antigos e migrando para os números novos. Se você forçar, pode perder a sua assinatura ilimitada (no caso dos usuários mais antigos).

Resgatando o backup de mensagens e assinatura do WhatsApp (Foto: Arte / TechTudo)

Passo 3. Uma vez reinicializado, o WhatsApp reconhecerá o histórico e fará a recuperação automática. Alguns contatos, entretanto, podem não estar sendo exibidos corretamente. Para solucionar isso, utilize um dos aplicativos para incluir o nono dígito em sua agenda de contatos do telefone.

Passo 4. Agora vá em configurações, nos contatos, e acione o comando para atualizar a lista. No iPhone, basta ir em Favoritos e arrastar a lista para baixo. Já no Windows Phone, em Favoritos, clique em "Atualizar" no menu.

Passo 5. Pronto! Todo o seu histórico e contatos serão recuperados.

Detalhe: diversos leitores relataram que o histórico antigo não está sendo associado aos contatos com o número novo, com o nono dígito na frente. Como o histórico está associado ao número antigo, e o que migrou foi a conta, o WhatsApp não está juntando as duas conversas.

Não há solução prática para isso. O ideal é que se deixe o histórico antigo apenas guardado como lembrança, mas a janela de conversação será diferente, a partir de agora. Não existe "migração", mas é possível minimizar isso associando o antigo número sem o 9 na frente ao seu contato, pela agenda do telefone. Em conversas em grupo, o histórico é recuperado normalmente.

 

Fonte: TechTudo



Postado por Alexandre Gammaro às 01:02




9º dígito

Fiz uma busca intensiva na internet, e achei um app para dispositivos ANDROID que faz uma varredura na sua agenda telefônica e adiciona automaticamente o 9 antes do número.
Testado e aprovado.

Link para baixá-lo! >> https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.digito9manager&hl=pt_BR



Postado por Alexandre Gammaro às 21:19




Conheça as funções do Galaxy S4 que devem chegar ao S3 com Android 4.3

A atualização 4.3 do Android para o Galaxy S3 vai trazer mais segurança, correção de erros e dar mais estabilidade ao sistema, mas o que nós mais aguardamos são as novas funções que a atualização vai trazer.

android-4.3-easter-screen

Ainda não sabemos exatamente quais funções devem chegar ao nosso Galaxy S3, porem os aplicativos e funções abaixo são esperados para chegarem junto com o Android 4.3 no final de Outubro:

S Translator:

S-Translator-A
Se você pensava que o seu smartphone não poderia te ajudar nas viagens, você está tremendamente enganado. Por mais diferente que o país seja e por menos que você entenda o idioma, graças à esta nova função você poderá entender tudo que eles falam em questão de segundos.

Basta você abrir o aplicativo S Translator e colocar na boca do estrangeiro. Tudo que ele disser ficará gravado e o programa traduzirá em tempo real para você.

Sound Shot:

S4-Sound-and-Shot

Já imaginou poder bater uma foto e, mais do que gravar o momento em imagens, gravar o momento também em áudio?

A ideia é simples: ao disparar a foto, ele gravará todo o som do ambiente por alguns segundos! Você poder salvar no seu computador e ver a foto ouvindo o que disseram no momento. Pode ser um “Feliz Aniversário” ou, até mesmo, “Xiiiiiis”. O que importa é a festa e a alegria de todos que saíram neste momento único e inesquecível

Dual Câmera:

samsung-galaxy-s4-dual-camera

Ao tirar uma foto com a câmera traseira, ativando o recurso Dual Camera a câmera frontal também é ligado, permitindo que o fotografo também apareça em detalhe no canto da tela. O mesmo vale para vídeos e, assim, ninguém fica de fora das fotografias.

Story Album:

photo-album-size-620

Se você é daqueles que adoram mostrar suas fotos para os amigos e família, o app Story Album foi feito para você. Ele organiza suas fotos em álbuns baseando-se em temas como locais ou assuntos automaticamente.

Drama Shot:

drama-shot

Captura imagens em movimento é uma tarefa complicada e muitas vezes, por questão de milésimos de segundos você perde aquele detalhe que tanto queria ver. Com o recurso Drama Shot ativado, o drama shot é capaz de efetuar até 100 disparos em 4 segundos. Depois, basta escolher a melhor entre elas ou criar efeitos especiais descrevendo o movimento.

Esta nova função vem embutida na câmera e tem como atributo disparar 100 fotos em 4 segundos! Você não leu errado. Ao apertar o botão uma única vez, 100 fotos em sequência serão batidas e você poderá escolher posteriormente aquelas que estão mais lindas.

S-Health:

img_lifecare_02_phone

O app S-Health da Samsung app rivaliza com os conhecidos Fitbit e FuelBand no número de funcionalidades. O aplicativo pode registrar a quantidade de exercícios que você faz, seu gasto calórico e seus batimentos cardíacos enquanto você se exercita.

 

Fonte: Samsung Galaxy S3 Brasil



Postado por Alexandre Gammaro às 18:07




Samsung revela previsão de lançamento Android 4.3 para Galaxy S3

A Samsung começou a testar versão final da atualização do Android 4.3 para o Galaxy S3 que deve chegar aos nossos aparelhos em Outubro.

Galaxy-S3-Android-4.3

A previsão é que até a primeira quinzena de novembro todos os dispositivos top da samsung recebam a atualização, neste caso o Android 4.3 deve ser liberado em um primeiro momento Galaxy S4 em outubro, para o Galaxy S3 é esperado a liberação da atualização para o final de outubro e inicio de novembro e finalmente para o Galaxy Note II por volta do final de novembro e inicio de dezembro..

Samsung provavelmente vai trazer para os três dispositivos mais funções e mais recente da interface Touch Wiz. Agora é torcer para eles seguirem esta agenda!

 

Fonte: Samsung Galaxy S3 Brasil



Postado por Alexandre Gammaro às 18:06




Como usar mais de uma conta do Skype no Windows

Conectar-se a mais de uma conta do Skype no Windows pode ser útil se você costuma usar um perfil de usuário para contatos pessoais e outro para o trabalho. Entretanto, por padrão, o Skype só abre uma janela do aplicativo por vez, ou seja, apenas uma conta é suportada online. Saiba como resolver essa limitação e usar duas contas neste tutorial.

No caso, nesse exemplo... usamos o Windows 8 (o mais atual).

Passo 1. Pressione “WinKey (tecla com o símbolo do Windows) + R” para abrir a janela “Executar” e entre com o comando “%ProgramFiles%\Skype\Phone\Skype.exe” /secondary (mantendo as aspas, conforme a figura);

Executando comando (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Observação: Caso esteja usando a versão de 64 bits do Windows 8, o comando deve ser o seguinte: “%ProgramFiles(x86)%\Skype\Phone\Skype.exe” /secondary.

Ao digitá-lo, uma nova janela do Skype abrirá na tela do seu computador com opções de fazer login e incluir senha para, novamente, entrar na rede do Skype, agora com outra conta;

Duas instâncias do Skype (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Criando atalho

Passo 2. Na tela Iniciar, pesquise pelo Skype. Clique bom o botão direito do mouse sobre “Skype para área de trabalho” e, em seguida, clique em “Abrir local do arquivo”;

Pesquisando pelo Skype na tela Iniciar (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 2. Copie o atalho para a área de trabalho – ou clique com o botão direito do mouse e, em “Enviar para”, clique em “Área de trabalho (criar atalho)”;

Criando atalho na área de trabalho (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 3. Na área de trabalho, acesse as propriedades do atalho criado, clicando com o botão direito do mouse sobre o ícone;

Acessando propriedades (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 4. Em “Destino”, adicione um espaço no final, seguido de “/secondary” (sem aspas). Feito isso, clique em “OK”;

Modificando atalho (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Pronto! Agora sempre que quiser abrir mais de uma conta do Skype, basta dar um duplo clique sobre o atalho na área de trabalho. Não esqueça de renomeá-lo para identificá-lo.

 

Fonte: TechTudo



Postado por Alexandre Gammaro às 22:49




Como remover propagandas de vídeos do YouTube sem usar nenhum programa

O YouTube é um dos sites de vídeos mais usados do mundo mas, a quantidade excessiva de propagandas, às vezes, pode afastar os usuários. Isto é remediável através de vários programas de bloqueio de publicidade (adblocks), mas se você não quer ou não pode usar estas alternativas, aqui está uma maneira fácil de remover propagandas sem usar softwares.

Passo 1 – Abra qualquer vídeo do YouTube.

Como remover propagandas de vídeos do YouTube sem usar nenhum programa (foto: Reprodução/João Kurtz)

Passo 2 – Abra o console de desenvolvedores do seu navegador. Os atalhos são:

No Windows: Ctrl+Shift+J no Chrome ou Ctrl+Shift+K no Firefox.

No Mac OS: Command+Option+J no Chrome ou Command+Option+K no Firefox;

Como remover propagandas de vídeos do YouTube sem usar nenhum programa (foto: Reprodução/João Kurtz)

Passo 3 – Insira o seguinte código no console:

document.cookie=”VISITOR_INFO1_LIVE=oKckVSqvaGw; path=/; domain=.youtube.com ;window.location.reload();”

Como remover propagandas de vídeos do YouTube sem usar nenhum programa (foto: Reprodução/João Kurtz)

Pronto! A partir de agora, todas as publicidades do YouTube serão oculadas por padrão.

Este é um código experimental do TestTube e só é possível por que o Google não bloqueou a opção. Isto significa que a operação pode deixar de funcionar a qualquer momento.

Como remover propagandas de vídeos do YouTube sem usar nenhum programa (foto: Reprodução/João Kurtz)



Postado por Alexandre Gammaro às 01:00




Como impedir o acesso ao WhatsApp em caso de perda ou roubo de celular

Bloquear o acesso ao WhatsApp em caso de perda ou roubo do celular é fundamental, pois o aplicativo continua funcionando mesmo depois que o usuário entra em contato com a operadora para bloquear o chip. Isso acontece porque o app pode se conectar com redes Wi-Fi.  

Para solucionar este problema, a equipe de segurança do WhatsApp sugere que, após bloquear o chip diretamente com a operadora de telefonia móvel, seus usuários façam um procedimento simples para garantir o bloqueio ao programa no celular.

Passo 1. Em caso de perda ou roubo do smartphone, entre em contato imediatamente com sua operadora para bloquear o chip. Desta forma, a conta do WhatsApp não será verificada. Mas, ainda será necessário realizar o pedido de bloqueio do aplicativo ao suporte.

WhatsApp (Foto: Divulgação)

Passo 2. Envie um email para o endereço support@whatsapp.com informando seu número de celular e formalizando o pedido para desativar sua conta. Informe seu número da seguinte maneira no e-mail: +55 (Código DDI Brasil) + (Código de área/cidade) + (Seu número).

Enviando um email para o WhatsApp (Foto: Reprodução/Marvin Costa)

Pronto! Agora seu WhatsApp será bloqueado e seus dados e mensagens pessoais ficarão preservados. O serviço de suporte do WhatsApp responde mensagens em português porém, não informa prazo para que o serviço seja bloqueado após o envio do email. O bloqueio definitivo só acontece quando o usuário solicita o cancelamento após suspender o chip.

 

Fonte: TechTudo



Postado por Alexandre Gammaro às 09:45




Android já está presente em 4 a cada 5 dispositivos móveis

A popularização do Android chegou a um nível preocupante para os concorrentes. De acordo com a mais recente pesquisa da IDC, o sistema operacional móvel do Google aumentou sua diferença ao topo do mercado de plataformas mobile e alcançou uma marca impressionante: está presente em quatro a cada cinco gadgets, aproximadamente.

O estudo revela que o Android, agora, tem 79,3% do mercado dos smartphones, um aumento de mais de 10% em relação ao ano passado, que nesta mesma época possuía “somente” 69,1%.

Android

Há muitos fatores que explicam esta dominância do Android no mercado. A presença da plataforma em aparelhos de diversas fabricantes e especificações variadas é a principal delas. Porém, o crescimento atual surpreende até mesmo especialistas.

O iOS, por outro lado, está perdendo cada vez mais mercado. O sistema operacional da Apple atualmente é responsável por 13,3% do mercado. O percentual era um pouco maior em 2012: 16,6%.

Nos últimos anos, a Apple pareceu não se preocupar tanto com esta diminuição, já que era a empresa com maior lucro e a maior receita do mercado mobile, segundo a análise feita pelo site Business Insider. Agora, porém, as pesquisas indicam que a Samsung estaria próxima de superar a Apple nestes quesitos. Além disso, o Google Play já tem mais apps e o volume de downloads é maior que o da App Store.

A Apple ainda pode fazer algum contra-ataque em breve, mas Microsoft também quer aumentar sua fatia com o Windows Phone, assim como a BlackBerry, se mantém na ativa com o BB10.

Fonte: Business Insider



Postado por Alexandre Gammaro às 04:16




Microsoft divulga solução para problema com atualização do Windows 7

Três dias após liberar uma atualização de Windows 7 que travou computadores de usuários brasileiros, a Microsoft publicou, nesta sexta-feira, instruções de como desinstalar o pacote e resolver o problema.
Segundo a empresa, o erro acontece quando a atualização de segurança 2823324, criada para resolver uma brecha do sistema, é "colocada lado a lado com certos software de terceiros", sem especificar quais seriam estes softwares.
Na nota publicada em seu blog, ainda afirma que o problema não causa perda de dados nem afeta todos os usuários do Windows 7.

ERRO

Após a instalação do pacote que foi liberado na última terça-feira, usuários relataram que a máquina deixava de iniciar. A animação com o logotipo do Windows chega a ser exibida, segundo relatos, mas volta à etapa zero logo em seguida, ficando em "loop" permanente, e o sistema nunca é acessado.
Valério Kürten Baratter foi um dos afetados e recorreu a um profissional para a solução. "Acabei de pagar R$ 80 para um técnico para solucionar o problema", diz.
Pelo Facebook, o usuário José Maria disse que restaurou o sistema e perdeu arquivos no processo.

INCOMPATIBILIDADE

Segundo o especialista em segurança digital Marcos Tupinambá, o erro acontece devido a uma incompatibilidade da atualização com um programa chamado GBPlugin, requerido por alguns sites de bancos para acesso aos serviços on-line ("internet banking").
"Esta incompatibilidade é mais assustadora pois este módulo é utilizado por diversos grandes bancos brasileiros como o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú, Santander", disse Tupinambá à Folha.
"Agora fica, por enquanto, a dura escolha para o usuário entre o importante sistema de segurança dos bancos e a tão importante quanto atualização de segurança da Microsoft."

SOLUÇÃO

Veja como a Microsoft recomenda que o problema seja resolvido:

§  Se a atualização 2823324 já foi instalada, mas o computador ainda não foi reiniciado, há três opções:

Opção 1: Desinstalar manualmente a atualização

No Painel de Controle, abra "Programas" e depois "Atualizações instaladas de modo de exibição".
Selecione "Atualização de Segurança para Microsoft Windows (KB2823324) e clique em "Desinstalar".

Opção 2: Incorporar uma linha de comando de desinstalação num script personalizado

Se vários computadores foram afetados e você quiser rodar um script remotamente para remover a atualização, pode usar o seguinte comando para fazê-lo silenciosamente:
wusa.exe /uninstall /kb:2823324 /quiet /norestart

Opção 3: Rodar um script de remoção remotamente usando PSEXEC

Se vários computadores foram afetados e você quiser rodar um script remotamente para remover a atualização, pode usar o seguinte comando para fazê-lo:
Psexec -d -s \\remotemachine wusa.exe /uninstall /kb:2823324 /quiet /norestart

§  Se a atualização já foi instalada e está impedindo que o Windows seja iniciado, também há três opções:

Opção 1: Recuperar o último ponto de restauração


    Pressione a tecla F8 repetidas vezes durante a inicialização
    Selecione "Reparar seu computador"
    Escolha o idioma and faça login. (Se não souber a senha, precisará iniciar o sistema através de um DVD do Windows ou de um disco de inicialização USB)
    Escolha "restauração de Sistema" no menu.
    Restaurar o último ponto de restauração. Isso desinstala a atualização de segurança.
    Reinicie o computador normalmente

Opção 2: Recuperar o último ponto de restauração

    Pressione a tecla F8 a inicialização
    Selecione "Reparar seu computador"
    Escolha o idioma and faça login. (Se não souber a senha, precisará iniciar o sistema através de um DVD do Windows ou de um disco de inicialização USB)
    Selecione "Prompt de Comando" no menu
    Na janela do Prompt de Comando, rode o seguinte comando:
    dism /image:C:\ /cleanup-image /revertpendingactions
    Reinicie o computador normalmente

Opção 3: Desinstalar a atualização de segurança 2823324 pela linha de comando

    Pressione a tecla F8 durante a inicialização
    Selecione "Reparar seu computador"
    Escolha o idioma and faça login. (Se não souber a senha, precisará iniciar o sistema através de um DVD do Windows ou de um disco de inicialização USB)
    Selecione "Prompt de Comando" no menu
    Na janela do Prompt de Comando, rode o seguinte comando:
    dism /image:C:\ /get-packages
    Procure nos resultados a atualização 2823324.
    Copie o nome do pacote e cole como é mostrado abaixo:
    dism /image:C:\ /remove-package /PackageName:Package_for_KB282332431bf3856ad364e35x86~~6.1.1.1
    Você vai receber uma mensagem avisando que a desinstalação foi bem-sucedida
    Reinicie o computador normalmente



Postado por Alexandre Gammaro às 02:41




[ ver notícas anteriores ]